Perguntas frequentes

Perguntas frequentes sobre periodontite e nossas respostas.

A placa bacteriana sobre os dentes leva à inflamação da margem gengival (gengivite), que pode alcançar toda a estrutura de sustentação dos dentes (ossos maxilares, por exemplo) e levar a periodontite. Devido à perda óssea, as bolsas gengivais podem se formar a partir da margem gengival e os dentes podem entrar em mobilidade e até mesmo serem perdidos.

A gengivite é uma inflamação que está confinada à margem gengival, enquanto a periodontite também pode causar perda de estrutura do osso maxilar. A diferença entre gengivite e periodontite é que na gengivite ainda não há perda das estruturas que sustentam os dentes. Em casos de gengivite, uma boa higiene bucal caseira pode restabelecer a saúde gengival . Na periodontite é diferente: uma vez que a inflamação leva à perda óssea, essa perda óssea não pode ser restabelecida pelo corpo com uma boa higiene bucal.

Se o início da periodontite não for detectado, a valiosa estrutura de sustentação dos dentes é perdida em alguns meses. Uma higiene bucal satisfatória realizada de forma regular com o intuito de  prevenir a gengivite é, portanto, a melhor e menos dispendiosa maneira de prevenir a periodontite.

Nem toda retração gengival é causada pela periodontite. Se você tem retração gengival, duas situações podem estar acontecendo:

Por um lado, você pode ter recessões gengivais. Elas podem ser causadas ​​pela escovação vigorosa. Uma escovação vigorosa realizada repetidamente pode injuriar a  margem gengival . Quando a lesão entra no processo de cicatrização, existe uma retração da margem gengival cada vez maior até que a raiz dentária seja exposta. Mesmo que você mude os seus hábitos de higiene bucal e limpe os dentes com uma força menor, a recessão gengival não será revertida.

A periodontite, por outro lado, é uma doença inflamatória que se desenvolve devido à placa bacteriana. Se a periodontite não for tratada, há um dano às estruturas que sustentam os dentes. Na periodontite, o dano inicial à estrutura de sustentação do dente não é visível. A margem gengival retrai após a doença periodontal se estabelecer. Você poderá perceber isso através da retração gengival, porque as superfícies das raízes também estarão expostas.

Somente um exame odontológico poderá te dar a resposta correta.

A periodontite é uma doença inflamatória causada pela placa bacteriana. Se não for tratada, existe um dano às estruturas que sustentam os dentes abaixo da gengiva. É exatamente por isso que você não consegue detectar a periodontite por conta própria.

No entanto, você mesmo pode observar alguns sinais de inflamação da gengiva (gengivite); por exemplo, a margem gengival pode apresentar uma coloração de vermelho a vermelho escuro e estar um pouco edemaciada. Você também pode notar um sangramento gengival ao escovar os dentes ou passar fio dental. Nos fumantes, é importante salientar que existe uma menor tendência ao sangramento gengival e sua auto-avaliação de periodontite * pode ser imprecisa.

Por outro lado, os seguintes sinais de periodontite você mesmo pode detectar: a gengiva pode estar um pouco inchada e avermelhada, como na gengivite,. No entanto, como já houve perda óssea, os dentes podem ter mudado um pouco de posição, e espaços podem ter aparecido entre os dentes. Na periodontite avançada, os dentes podem ficar com muita mobilidade, e a placa bacteriana pode causar mau hálito.

Existem vários motivos pelos quais você pode ter periodontite.

O biofilme bacteriano (placa) é a principal causa da periodontite. Alguns tipos de bactérias podem promover ainda mais o desenvolvimento da periodontite. Pode ser que você tenha realizado uma higiene bucal inadequada por muito tempo ou que seja afetado, em particular, pelos tipos de bactérias que podem promover o desenvolvimento da periodontite.

Além disso, fatores de risco como o fumo, uma dieta não saudável, o diabetes não controlado, devem ser considerados. Finalmente, fatores genéticos também podem desempenhar um papel no desenvolvimento da periodontite, porque a forma como o sistema imunológico reage às bactérias nocivas pode variar de pessoa para pessoa devido às diferenças genéticas.

Numa consulta inicial, o dentista determinará se você tem algum fator de risco. Os fatores de risco conhecidos para a periodontite são uma higiene bucal inadequada, tabagismo, dieta não saudável e o diabetes.

Em seguida, o dentista ou higienista dental fará o exame periodontal básico, que levará apenas alguns minutos.

Com uma sonda gengival (sonda periodontal), a profundidade de sondagem a partir da margem gengival será mensurada com cuidado e precisão em locais selecionados.

Após este exame básico, outras investigações serão feitas somente se forem encontrados sinais de perda das estruturas que mantêm os dentes em posição. Essas investigações incluem a avaliação do estado periodontal (com periograma) e imagens radiográficas.

Embora você possa ficar saudável novamente após a periodontite, a sua gengiva não será restauradas à condição original.

A periodontite é uma doença inflamatória que causa danos às estruturas de sustentação dos dentes. Na periodontite não tratada, esse dano à estrutura de sustentação dentária continuará até que o dente seja perdido. Para ser mais preciso, o tratamento gengival pode reduzir a inflamação ou fazê-la desaparecer. Esta situação é descrita como saudável porque os sinais de inflamação desapareceram e os danos posteriores às estruturas de sustentação foram interrompidos.

Após o tratamento gengival, o sucesso de longo prazo é garantido apenas se os pacientes praticarem uma higiene bucal satisfatória, evitando diariamente que um novo biofilme bacteriano cause inflamação gengival.

Para obter um sucesso a longo prazo, também é importante se submeter a um cuidado profissional contínuo da higienista dental. Isso fará que os problemas recorrentes sejam detectados e resolvidos a tempo.

De acordo com os estudos científicos mais recentes, a periodontite aumenta consideravelmente o risco de complicações com implantes. Em particular, as complicações envolvem a sustentação dos implantes  no osso maxilar. Como na periodontite, a inflamação bacteriana também pode levar à perda óssea de um implante. Essa doença é chamada de peri-implantite. O tratamento da peri-implantite é geralmente muito mais difícil do que o tratamento da periodontite. A peri-implantite não tratada leva à perda do implante afetado.

No entanto, existem estudos científicos que confirmam que, após o tratamento gengival bem sucedido, o risco de peri-implantite é muito menor.

Se você tem periodontite, é absolutamente necessário concluir o tratamento periodontal antes de colocar os implantes dentários e também ter um atendimento odontológico de longo prazo.

Após o tratamento gengival, o sucesso de longo prazo é garantido apenas se os pacientes realizarem uma higiene bucal satisfatória, evitando diariamente a formação de biofilme bacteriano que causa a inflamação gengival.

Para obter o sucesso de longo prazo, também é importante ter um cuidado profissional contínuo para que os problemas recorrentes possam ser detectados e resolvidos a tempo.

Os intervalos dessas consultas com o profissional costumam ser de três, quatro ou seis meses. A frequência depende da qualidade da higiene bucal, da extensão da inflamação gengival e da presença de bolsas gengivais residuais.

Depois que um dente é removido (extração), a mucosa bucal e o osso subjacente cicatrizam após algumas semanas ou meses. O espaço que era ocupado pelo dente geralmente permanece inalterado por um longo período.

Após vários meses pode acontecer que os dentes do arco oposto – porque o dente antagonista está ausente – podem migrar (extruir) projetando-se para o espaço livre.

Em outros casos, devido ao espaço (lacuna deixada pelo dente ausente), dentes posteriores à lacuna começam a se mover na direção mesial (mesialização).

Se a função mastigatória precisar ser restabelecida ou melhorada, as lacunas (locais do dente ausente) com ou sem implantes devem ser “preenchidas” com próteses dentárias. A restauração pode envolver coroas ou próteses fixas ou próteses parciais removíveis.

Would you like to send us a question?

We will try to answer you your question as soon as possible.

    Informações Adicionais

    Você pode usar todo o nosso conteúdo para suas próprias produções, reconhecendo a Licença Creative Commons:

    Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0
    https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.en

    Como citar nosso conteúdo:
    www.periodontal-health.com / CC BY-NC-SA 4.0