O que é Periodontite?

A placa bacteriana causa uma inflamação da gingiva (gengivite, que também pode avançar para as estruturas de suporte dos dentes (periodontite). Devido a perda óssea, surgem as chamadas bolsas periodontais e os dentes ficam com mobilidade e podem até serem perdidos.

Todos os dentes são compostos por uma coroa, uma raiz e um canal com nervo. O dente é fixado na gingiva e no osso maxilar por fibras de ancoragem na superfície da raiz.

Mais …

A gengiva, palavra latina para goma, é a parte rósea da mucosa bucal e é semelhante a um colar ao redor de cada dente.

Mais …

Após alguns poucos dias, a gengiva reage à palca dentária com uma inflamação denominada gengivite.

Mais …

O periodonto consiste nos tecidos que suportam o dente no osso- a gengiva, a superfície radicular, as fibras de sustentação e o próprio osso.

Mais …

A periodontite é uma das doenças crônicas mais comuns entre os seres humanos. É uma doença inflamatória que afeta todas as estruturas que sustentam os dentes no osso.

Mais …

O termo obsoleto “periodontose” é ainda usado algumas vezes para a periodontite. Não deve ser mais utilizado.

Mais …

Como o dente é mantido em posição no osso maxilar?

Todos os dentes são compostos por uma coroa, uma raiz e um canal com nervo. O dente é fixado na gingiva e no osso maxilar por fibras de ancoragem na superfície da raiz.

A coroa do dente é recoberta pelo esmalte dental. Em baixo é a dentina e em baixo é o canal com o nervo (polpa dentária). Para ser preciso, a polpa dentária é formada por nervos, vasos sanguíneos e tecido conjuntivo. Enquanto que o esmalte não tem inervação e, portanto, não tem sensibilidade, a dentina logo abaixo possui fibras nervosas. Assim, a superfície da raiz também é sensível à dor.

A dentina é a maior porção da raiz. A raiz também é recoberta por uma camada de tecido duro chamada cemento. O dente é mantido em posição no osso maxilar ao longo de toda a superfície radicular através de fibras de ancoragem (ligamento periodontal). As fibras são ancoradas de uma lado na dentina e do outro no osso maxilar.

A raiz é mais longa que a coroa. Os caninos da maxila, especificamente, em geral tem raízes bem longas.

Informações Adicionais …

O que é a gengiva?

A gengiva, palavra latina para goma, é a parte rósea da mucosa bucal e é semelhante a um colar ao redor de cada dente.

Para ser preciso, a gengiva é a borda externa do tecido que matém os dentes no osso. A gengiva consiste de uma fina camada externa (epitélio) e uma camada fibrosa um pouco mais espessa (tecido conjuntivo). Essa camada fibrosa contém alguns vasos sanguíneos, além de muitas fibras de tecido conjuntivo. É por isso que gengivas saudáveis têm coloração rosa clara.

O que é a gengivite e quão frequênte ela é?

Após alguns poucos dias, a gengiva reage à palca dentária com uma inflamação denominada gengivite.

A inflamação na margem gengival (gengivite) torna a coloração da gengiva de vermelho para vermelho escuro, porque os vasos sanguíneos do tecido conjuntivo estão dilatados devido à inflamação.

Se uma higiene bucal adequada for praticada em casa, a placa bacteriana será removida regularmente e a gengiva pode recuperar-se em alguns dias.

A gengivite não é uma inflamação rara. Todas as pessoas apresentam várias dessas áreas na boca ao longo da vida. Sendo assim, são um sinal de que estas áreas não foram adequadamente limpas. Tais áreas também são consideradas de risco para o desenvolvimento da periodontite

Durante a gravidez, existe uma tendência aumentada para a gengivite devido às mudanças hormonais. Mulheres grávidas devem prestar atenção à boa higiene bucal e consultar um dentista durante a gravidez.

Informações Adicionais …

O que é o periodonto?

O periodonto consiste nos tecidos que suportam o dente no osso- a gengiva, a superfície radicular, as fibras de sustentação e o próprio osso.

O termo “periodonto” é usado para todos os componentes que suportam o dente no osso. Inclui a gengiva, o osso mandibular/maxilar que suporta o dente, as fibras de sustentação, e a estrutura de sustentação na superfície radicular onde existe fibras inseridas denominada cemento.

O periodonto permite que os dentes sejam mantidos nos maxilares. As fibras de sustentação conferem aos dentes um alto nível de adpatação funcional, mesmo com altas forças mastigatórias.

Em um dente saudável, o periodonto envolve toda a raiz. Somente quando há doença inflamatória das estruturas de sustentação (periodontite) ocorre a perda ossea alveolar (maxilar/mandibular).

O que é periodontite e quão comum ela é?

A periodontite é uma das doenças crônicas mais comuns entre os seres humanos. É uma doença inflamatória que afeta todas as estruturas que sustentam os dentes no osso.

Como resultado da inflamação da margem gengival (gengivite), pode haver perda das fibras de sustentação e do osso maxilar/manbibular. No local das fibras saudáveis, uma bolsa periodontal desenvolve-se ao longo do dente. A superfície radicular fica então recoberta por um filme bacteriano (placa dentária e tártaro/ou cálculo).

A perda das fibras de sustentação e do osso alveolar (maxilar/manbibular) podem causar a perda dentária. Se a doença permanece não detectada e não tratada, a perda tecidual pode continuar até que o dente não possa ser usado na mastigação e necessite ser removido (extraído).

Cerca de 40 por cento das pessoas apresentam a periodontite. Entre os adultos, estima-se que cerca de 70% da perda dentária seja causada pela periodontite hoje em dia.

Por que é conhecida como periodontite, e não periodontose?

O termo obsoleto “periodontose” é ainda usado algumas vezes para a periodontite. Não deve ser mais utilizado.

A doença da estrutura que suporta os dentes é denominada periodontite atualmente, e não mais “periodontose”. O sufixo “-ite” significa uma inflamação, como na gastrite para a inflamação do estômago. O termo correto periodontite descreve a doença como uma inflamação que é causada pela placa bacteriana sobre os dentes. O sufixo “-ose” indica um processo não-inflamatório, por exemplo como na “osteoporose”.

O termo obsoleto “periodontose”, muitas vezes usado incorretamente, era empregado anteriormente porque se sabia apenas que essa doença levava à perda da estrutura de sustentação, sem associar a inflamação como causa real.

O termo preferido “periodontite” reconhece o fato de que esta doença pode ser tratada reduzindo-se a inflamação.

Informações Adicionais

Você pode usar todo o nosso conteúdo para suas próprias produções, reconhecendo a Licença Creative Commons:

Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0
https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/deed.en

Como citar nosso conteúdo:
www.periodontal-health.com / CC BY-NC-SA 4.0